05/12/2012

Holanda: o esgoto da Europa


A Holanda, depois de liberalizar o aborto, a eutanásia, a prostituição, as drogas e o emparelhamento gay, vem agora reconhecer oficialmente o direito de blasfémia. Ou seja, a partir de agora será permitido, não só ofender directamente a Deus, como interromper e debochar de uma dada cerimónia religiosa, sem que nada de mal aconteça. Pelo contrário, quem assim proceder, está a exercer um "direito" reconhecido por lei.
Mais uma vez, a Holanda mostra estar no topo da miséria e da decadência europeia.

10 comentários:

Anónimo disse...

Nem mais, o esgoto da Europa. Esse país inenarrável que além de ser o mais corrompido, com talvez a excepção dos Estados Unidos, de provàvelmente todos os países do mundo civilizado e por civilizar, para os patriotas portugueses ainda tem mais um defeito imperdoável. A par da Suécia, foi um dos que mais ajudou materialmente, subsidiando com milhões de milhões, os movimentos de libertação das nossas Províncias Ultramarinas, os quais deveriam ser chamados com mais exactidão movimentos de terroristas a soldo dos mundialistas.

Quanto à degradação moral daquela sociedade nem vale a pena falar. Toda a gente sabe que é principalmente na Holanda, mas não
só, que os E.U. despejam toda a porcaria (droga, prostituição, pornografia, pedofilia, tráfico de orgãos, de mulheres e de armas, etc.) por interpostas redes que eles criaram e controlam fèrreamente, para, com o total apoio dos governos 'democráticos', ser distribuída por toda Europa. O que o poder mundial ambiciona desde sempre e mais que tudo, é a degradação completa dos hábitos e costumes sobretudo dos povos da Europa do Sul, uma vez que os do Norte já estão definitivamente debaixo da sua alçada. Não é impunemente que a Holanda é considerada pelos E.U. como "um dos países mais progressistas da Europa", logo seguida pela Suécia, a Dinamarca e a Noruega.

Nojo e desprezo, muito desprezo (para não dizer ódio) é o que os governantes 'democratas' europeus que aprovam e apoiam esta política repugnante e criminosa, provocam e merecem.
Há quem diga com propriedade que é mesmo nos E.U. que a 3ª guerra mundial irá ter início (se se excluir a que eles próprios já desencadearam no Médio Oriente).
Se mais não fora e há muitíssimo mais, até por isto mesmo.
Maria

Reaccionário disse...

Creio que não exagero se disser que a Holanda se converteu na Sodoma dos tempos modernos, onde todo o tipo de leviandades são praticadas orgulhosamente.
Há uns anos atrás também se falava na legalização da pedofilia... E ao que parece, já existem partidos na Holanda a defender essas práticas.
Portanto, a aprovação de leis como a da blasfémia não nos devem espantar: a Holanda é de facto aquilo que de mais imundo existe na Europa dos nossos dias.
Mas o curioso da situação é que na sombra deste liberalismo holandês cresce um monstro chamado Islão. Pergunto: será esta a nova chuva de fogo que irá destruir a nova Sodoma? Esperemos para ver...

Cumprimentos.

Nota: Como se deve imaginar, esta lei foi feita mais para atingir os cristãos do que nos muçulmanos. Ou será que acham que alguém vai ter a coragem de blasfemar e debochar dentro duma mesquita?

Reaccionário disse...

Errata: leia-se «os muçulmanos» e não «nos muçulmanos».

FireHead disse...

Resta-nos apoiar o Geert Wilders...

Reaccionário disse...

O Geert Wilders só tem de valor a guerra ao Islamismo, porque em tudo o resto, é um marxista cultural.

FireHead disse...

Então torna-se curioso rotularem-no de extremista de Direita nacionalista...

Reaccionário disse...

Para os Mé®dia qualquer pessoa que seja contra o Islamismo é de extrema-direita, mesmo que depois seja defensor do aborto, da prostituição, do emparelhamento gay, etc.

FireHead disse...

O nazismo também é considerado extrema-direita apesar de ser nacional-SOCIALISTA...

James disse...

A Holanda é talvez um dos países mais evoluídos do mundo e com maior desenvolvimento Humano, não sei como pode escrever isto. Claramente não conheçe a Holanda. Tomara Portugal um dia ser 1/4 da Holanda...

Reaccionário disse...

Um país como a Holanda, que promove todo o tipo de aberrações como forma de desenvolvimento, está muito longe de ser um país evoluído. Pelo contrário, é um país que recua ao barbarismo mais selvagem das sociedades pré-cristãs.

A Holanda não é só um país anti-religioso, a Holanda é sobretudo um país anti-humano.