08/11/2013

Monsenhor Jozef Tiso


Sob o espírito do sacrifício que está para consumar-se, ofereço à Nação Eslovaca o meu desejo de a ver viver na concórdia e na unidade, sob o lema por Deus e pela Nação. Isto não é somente um imperativo patente da História Eslovaca, mas também um imperativo explícito de Deus, imposto como lei natural aos membros duma Nação. Durante toda a minha vida tenho seguido esta lei e, por consequência, considero-me, em primeiro lugar, vítima da minha fidelidade a Deus. Em segundo lugar, caio como mártir da defesa do Cristianismo contra o Bolchevismo, que a Nação deve evitar, não somente porque ela é cristã, mas também no interesse do seu porvir. Peço-vos que penseis em mim nas vossas orações e prometo-vos orar para que o Todo-Poderoso salve a Nação Eslovaca e lhe assista na sua luta por Deus e pela Nação. Que a Nação Eslovaca seja sempre crente e sujeita à Igreja de Cristo.

Mons. Jozef Tiso in «Política», n.º 17, 15 de Agosto de 1970.

Sem comentários: