18/07/2014

Socialismo, sionismo e satanismo


Ligação misteriosa foi a que se estabeleceu entre Marx e o seu mestre, o escritor judeu Moses Hess, considerado o Pai do Sionismo Socialista. Na cosmovisão e na mentalidade de Moses Hess, há uma curiosa superposição e permeação de camadas ideológicas – a tríade socialismo, sionismo e satanismo. Ao mesmo tempo, Moses foi um dos fundadores do socialismo e mentor de Marx e Engels; arvorou o ideal do sionismo sendo o seu precursor, antes mesmo de Theodor Herzl; além disso, iniciou no satanismo os seus dois discípulos. Moses publicou em 1862 o livro Roma e Jerusalém (Rome and Jerusalem: The Last National Question). Nele Moses Hess preconizou a criação e o estabelecimento da nação judaica na Palestina, onde os judeus teriam um estilo de vida agrário socialista e passariam por um processo de "redenção pela terra".

3 comentários:

Kibbutz disse...

A kibbutz is a collective community in Israel that was traditionally based on agriculture. The first kibbutz, established in 1909, was Degania. Kibbutzim began as utopian communities, a combination of Socialism and Zionism.

Anónimo disse...

Essa ligação do socialismo ao sionismo, vale o que vale.

O chanceler Adolf Hitler era socialista e inimigo dos judeus.

atocadolobo

Reaccionário disse...

Hitler e o Nacional-Socialismo eram sionistas.

A ler:

http://www.causanacional.net/index.php?itemid=312