30/07/2015

Os "direitos" contra o Direito

Os vícios não são direitos!

Esta evidência, como aliás todas as evidências, necessita em certa medida de ser demonstrada, para uso de todos aqueles a quem a evolução do direito na época moderna, que transita desde o objectivo e real, rumo ao subjectivismo e imaginário, ainda não cegou de todo. Tal não será fácil. O homem moderno já não sabe que o direito é o justo: jus est quod justum est; para o homem moderno, o direito é aquilo que ele deseja, o que ele quer, o que ele exige em seu favor, ou em favor do grupo a que ele pertence, e que multiplica as suas reivindicações individuais. Somente aqueles que se emanciparem desse subjectivismo, mediante um esforço de inteligência, poderão sobreviver ao imenso naufrágio da humanidade, que se prepara na "alegria e na esperança" como profetizaram com grande clamor os autores da Constituição "Gaudium et Spes", no Concílio Vaticano II, demonstrando uma incurável cegueira.

Marcel de Corte in anexo ao «Catecismo dos Direitos Divinos na Ordem Social» do Pe. Philippe C.SS.R.

1 comentário:

Sandra disse...

Considerando a publicidade dos seguintes eventos integrantes de uma agenda ideológica específica, eu concluo que algo aí foi consumado. Assim, peço a vocês que leiam as palavras de Santo Estévão no último momento antes de sua morte por apedrejamento.
1) http://revistacrescer.globo.com/Criancas/Saude/noticia/2013/07/vacina-do-hpv-sera-oferecida-gratuitamente-no-brasil-para-meninas-entre-10-e-11-anos.html
2) as crianças nesta estátua: http://www.metrotimes.com/Blogs/archives/2015/06/18/the-satanic-temple-to-unveil-baphomet-monument-in-detroit
3) http://radiovox.org/2015/07/29/imagens-fortes-novo-video-chocante-sobre-a-venda-de-partes-de-bebes-assassinados-pela-planned-parenthood/
Em inglês vários vídeos: https://www.youtube.com/user/centerformedprogress
4) http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/atos-dos-apostolos/7/
Ler do número 51 ao 56