12/07/2015

Pelo regresso ao campo


Quanto aos homens, um desejo de fugir da grande cidade moderna é certamente um sinal de sanidade. Se eles podem fazê-lo, é outra questão.
Muitos católicos tradicionais estão a começar a ver a artificialidade radical do estilo de vida urbano. Isso é esperançoso.
Em termos gerais, a grande cidade moderna e os subúrbios, são um ambiente anti-católico. Em termos gerais, quanto mais uma família se mantiver afastada da electrónica e regressar à natureza, ou ao campo, melhor. No entanto, um regresso ao campo e à vida do campo, que é muito mais saudável para as crianças, precisa ser bem pensada e planeada de antemão, se é para ter sucesso, e não falhar no seu propósito.

Mons. Richard Williamson, entrevista ao blogue «True Restoration», 6 de Fevereiro de 2008.

Rever ainda: A miséria das cidades.

8 comentários:

Anónimo disse...

Pelo distributismo.

Reaccionário disse...

A questão do regresso ao campo não se prende unicamente com problemas económicos, mas sim com todo um estilo de vida, mais natural e mais moral.

Anónimo disse...

Sim,de fato há todo um conjunto de questões a se preparar para uma eventual volta ao campo,como bem disse Dom Williamson:''um regresso ao campo e à vida do campo, [...],precisa ser bem pensada e planeada de antemão, se é para ter sucesso, e não falhar no seu propósito''.

Apenas ressalto que a importância do pilar econômico na Fugere Urbem é vital,pois é justamente ele o resposável pela debandada do campo na civilização industrial.E também é talvez o que mais causaria hesitação na alteração do estilo de vida dos que optarem pelo campo

Anónimo disse...

Seria prudente, por agora, nenhum católico referenciar Mons. Williamson. De certeza que conhece a salganhada que está metido...

Reaccionário disse...

O comentário anterior só pode partir, ou dum liberal, ou dum comediante.

Anónimo disse...

peço ao autor do blogue que não comente ao último anónimo. Não quero iniciar discussão.
Resto de boa noite.

Anónimo disse...

o que o nabo do último anónimo queria dizer: se algum padre da FSSPX entra aqui e dá logo de caras com um texto de Williamson ... mais valia deixar passar umas semanas! ...

Reaccionário disse...

Informo que a este blogue não interessam as polémicas entre a FSSPX e a Resistência.