06/12/2015

Relativismo: a fraqueza do Ocidente


A fraqueza do Ocidente consiste em não estar seguro de qualquer espécie de verdade. Somos como Pilatos, quando Nosso Senhor lhe disse: «Vim a dar testemunho da verdade, e os que são da verdade ouvem a Minha voz». Pilatos sorriu cinicamente e perguntou: «O que é a verdade?». E voltou-lhe as costas. O seu pragmatismo levara-o a acreditar que a filosofia da vida era um mero expediente e não um princípio.

Mons. Fulton Sheen in «Aprendei a Amar».

1 comentário:

Afonso de Portugal disse...

Excelente postal! Mesmo para alguém que, como eu, nem sequer seja cristão!

A Verdade é de facto única, absolutamente incontestável. É precisamente essa condição que a define como Verdade. A esquerda está sempre a insistir que existem "muitas verdades" e que "a verdade é apenas um ponto de vista"...

Mas da mesma forma que um corpo lançado do alto de um edifício cai sempre para a Terra, também a Verdade é sempre uma só, suprema entre todas as mentiras e distorções urdidas por aqueles que a querem esconder.