05/02/2016

A inversão do espírito missionário católico


É também este falso pensamento que foi sugerido aos missionários: inicialmente não falem de Jesus Cristo a estes pobres indígenas que morrem de fome! Dai primeiro de comer, depois ferramentas, depois ensinai a trabalhar, o alfabeto, a higiene... e, porque não, o controlo de natalidade?! Mas não falem em Deus, pois eles têm o estômago vazio! Eu porém diria: precisamente porque são pobres e desprovidos de bens terrenos, eles são extraordinariamente acessíveis ao Reino dos Céus, a este "procurai primeiro o Reino dos Céus", ao Deus que os ama e sofreu por eles, para que eles participem por suas misérias, do Seu sofrimento Redentor. Se, ao contrário, vocês pretendem pôr-se no nível deles, farão eles gritar contra a injustiça e acender neles o ódio. Mas se levam Deus até eles, os levantarão, os elevarão, e eles serão verdadeiramente enriquecidos.

Mons. Marcel Lefebvre in «Do Liberalismo à Apostasia: A Tragédia Conciliar».

2 comentários:

Rafaela Silva disse...

Maldita filantropia que sustenta a matéria e empobrece o espírito!

Miles disse...

Monsenhor Lefebvre, que a maior da sua vida foi missionário com notáveis resultados em África, sabia bem do que falava. Foi um homem verdadeiramente providencial, sem dúvida o maior santo da segunda metade do século XX!