23/01/2018

Salmo 42


Fazei-me justiça, ó Deus, e tomai a defesa da minha causa contra gente não santa; do homem iníquo e fraudulento livrai-me, Senhor.
Pois Vós, ó Deus, sois a minha fortaleza, por que então me haveis repelido? Por que ando eu assim triste, oprimido pelo inimigo?
Enviai-me a vossa luz e a vossa verdade; que me guiem e me conduzam até à vossa montanha santa, até à vossa morada.
E eu vou-me aproximar do altar de Deus, do Deus que é a alegria da minha juventude.
Eu Vos louvarei ao som da cítara, Senhor, meu Deus. E tu, minha alma, por que hás-de estar triste e por que alvoroçar-te dentro de mim?
Espera em Deus, que uma vez mais O quero enaltecer, a Ele, salvação minha e meu Deus.

§

Nota: Este salmo é rezado do início de cada Missa Tradicional, sendo apenas omitido nas missas de defuntos e no Tempo da Paixão.

Sem comentários: