31/07/2018

31 de Julho: Santo Inácio de Loiola


Sto. Inácio nasceu em Loiola, Espanha, na região Basca, em 1491. De temperamento ardente e belicoso, seguiu a carreira das armas; mas foi ferido em Pamplona, o que veio dar ocasião a uma prolongada convalescença, durante a qual a graça divina deu à sua vida um novo rumo. Privado dos livros de cavalaria, descobriu na vida de Cristo e dos santos, horizontes novos, compreendendo que também a Igreja devia ter a sua milícia. Partiu para a abadia beneditina de Monserrate, depôs a espada aos pés da Virgem, disposto a só servir a Cristo. Alguns anos mais tarde, a 13 de Agosto de 1534, Sto. Inácio e os seus seis primeiros companheiros emitiram os votos de religião em Paris, na capela de S. Dinis em Montmartre; foi assim que nasceu a Companhia de Jesus, que havia de ser para a Igreja um poderoso auxiliar na luta contra as heresias e na expansão da fé até aos confins do mundo. Sto. Inácio morreu em Roma em 31 de Julho de 1556. Pio XI proclamou-o patrono de todos aqueles que seguem os exercícios espirituais.

Fonte: «Missal Romano Quotidiano», 1963.


2 comentários:

Anónimo disse...

Companhia de Jesus, que no século XIX foi infiltrada pelos maçons. No início do século XX, a Companhia já não tinha o caráter criado por Santo Inácio e ao longo do século passado, perdeu-se completamente o rumo. A Companhia hoje é como um cadáver insepulto.

Maranatha!

Eduardo - Brasil

Reaccionário disse...

E não há hoje instituição católica que não esteja enferma pelo vírus da apostasia. Mas não significa que não haja ainda sacerdotes muito dignos, muito santos.