05/04/2012

Quinta-Feira Santa: Última Ceia

No primeiro dia dos Ázimos, quando matavam os cordeiros para a Páscoa, os discípulos perguntaram a Jesus: «Onde queres que façamos os preparativos para que comas a Páscoa?». Jesus mandou então dois dos seus discípulos, dizendo: «Ide à cidade. Um homem transportando um cântaro de água virá ao vosso encontro. Segui-o e dizei ao dono da casa onde ele entrar: "O Mestre manda dizer: Onde é a sala em que Eu e os meus discípulos vamos comer a Páscoa?". Então ele mostrar-vos-á, no andar de cima, uma sala grande, mobilada e arrumada. Preparai aí tudo para nós». Os discípulos partiram e foram à cidade. Encontraram tudo como Jesus havia dito e prepararam a Páscoa.
Ao cair da tarde, Jesus chegou com os Doze. Enquanto estavam à mesa e comiam, Jesus disse: «Em verdade vos digo: um de vós vai trair-Me. É alguém que come comigo». Os discípulos começaram a ficar tristes e, um após outro, perguntaram a Jesus: «Serei eu?». Jesus disse-lhes: «É um dos Doze. É aquele que mete comigo a mão no prato. O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura acerca d'Ele. Contudo, ai daquele que trair o Filho do Homem! Seria melhor que nunca tivesse nascido!».
Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, tendo pronunciado a bênção, partiu-o, distribuiu-o aos discípulos e disse: «Tomai, isto é o meu corpo». Em seguida, tomou um cálice, deu graças e entregou-lho. E todos eles beberam. E Jesus disse-lhes: «Isto é o meu sangue, o sangue da Nova Aliança, que é derramado em favor de muitos. Eu vos garanto: nunca mais beberei do fruto da videira, até ao dia em que beberei o vinho novo no Reino de Deus».
Depois de terem cantado os Salmos, foram para o Monte das Oliveiras.

Marcos 14:12-26

Sem comentários: