25/05/2012

Livro: O que a Civilização Ocidental deve à Igreja Católica

A Civilização Ocidental baseia-se nos milagres da ciência moderna, na riqueza do mercado livre, na segurança do primado da lei, no respeito pelos direitos humanos e pela liberdade, nas virtudes da caridade ou da segurança social, nas belas-artes e na música, numa filosofia assente no racionalismo, e numa série de outros factos que temos como adquiridos – e que fazem de nós a mais poderosa e mais extraordinária civilização de todos os tempos.

Mas qual é, ao fim e ao cabo, a fonte de todos estes prodígios? O aclamado autor e professor Thomas E. Woods Jr. dá-nos aqui a resposta, há muito tempo negligenciada: foi a Igreja Católica que construiu a Civilização Ocidental.

- Foi a Igreja Católica quem arrancou a Europa da Idade das Trevas.
- A ciência moderna nasceu de facto com a Igreja Católica.
- Os padres católicos desenvolveram a ideia do mercado livre cinco séculos antes de Adam Smith.
- Foi a Igreja Católica quem criou as universidades e os hospitais.
- Tudo o que se diz sobre o caso de Galileu é falso.
- O direito ocidental nasceu do código canónico, e não só do romano.
- A Igreja humanizou o Ocidente, insistindo na santidade de todas as vidas.

Ninguém fez mais para modelar a Civilização Ocidental do que a Igreja Católica, nos seus dois mil anos de existência – e em tantos aspectos, que quase nos esquecemos deles. Este livro é fundamental para nos reconciliarmos com essa verdade, que muitos tentam hoje camuflar.

2 comentários:

FireHead disse...

Exactamente. É por um nacionalismo católico que eu suspiro para Portugal. Como tal, jamais votaria em partidos de extrema-esquerda como o PNR, que é nacional-socialista e onde pululam imensos energúmenos pagãos anticristãos primários.

Alguém disse...

Nós católicos fomos os herdeiros da cultura grega e romana, e era coisa comum antes do século XVIII reconhecer que o Cristianismo edificou essa civilização. O que os iluministas fizeram foi praticamente inventar uma nova história, substituir a história por uma teoria de conspiração onde a fé cristã aparecia como Idade das Trevas e deveríamos tudo aos antigos como se o mundo grego-romano tivesse ressurgido no século XVI por mágica. O resultado disso, vemos aí: os irreligiosos, maçons, ateus, socialistas e etc. não conseguiram construir alguma coisa para substituir a Igreja e a própria Igreja sofre internamente tomada desde a morte de Pio XII por bispos que negam a doutrina para agradar o mundo, e nosso mundo ocidental morre aos poucos. E a Europa acabará invadida pelos muçulmanos.