03/11/2017

Espanha está obrigada a devolver Olivença


As palavras que se seguem são de um liberal, contudo valem pela sua verdade histórica:

Não posso dispensar-me de acrescentar ainda uma observação, e vem a ser que quem exige o cumprimento das obrigações contraídas por outrem deve também pela sua parte ser muito exacto em executar o que prometeu; e se o Governo de Espanha for justo, conhecerá que quando ele nos faz tais exigências, não é tão escrupuloso em executar as suas obrigações contraídas para connosco!... Eu creio que presentemente não se acham ainda pagas as despesas que fez a Divisão Portuguesa Auxiliar que esteve em Espanha; sendo para notar a falta desse pagamento, estipulado solenemente numa Convenção, e conseguintemente, se a tal respeito se pode e deve fazer comparação, ela é toda a nosso favor. Não desejo entrar agora na discussão de outro assunto; porém não posso deixar de o tocar, ainda que de passagem seja. Os Espanhóis assinaram um tratado pelo qual reconhecem os direitos que Portugal tem a Olivença; e não sei qual a razão por que eles se supõem isentos de prestar ouvidos a uma tal reclamação da nossa parte, ao mesmo tempo que tão altivamente falam, quando de nós exigem o cumprimento de tratados.

D. Pedro de Sousa Holstein, discurso parlamentar de 1841.

12 comentários:

Anónimo disse...

Visitei Olivença e vi uma região rica, com gente feliz, será que quererem retornar a este país?

Reaccionário disse...

Anónimo,

Se alguém invadir a sua casa e fizer dela residência, você vai exigir a devolução da casa ou vai pedir opinião aos ladrões?

Anónimo disse...

Outro anónimo aqui. Totalmente de acordo com o Sr. Reaccionário. A vontade dos oliventinos não tem relevancia alguma. Olivença é, por direito, portuguesa, da mesma forma que Gibratar é, por direito, espanhol. Não tenho nada contra a Espanha. De facto, só tenho respeito e admiração para aquele país que tem tanto em comun conosco. Mas o que é justo é justo. Portugal deveria reclamar nas Nações Unidas.

Reaccionário disse...

Outro anónimo,

Na questão de Gibraltar não me meto, porque apenas diz respeito a Espanha e à Inglaterra. Mas creio que não sejam casos comparáveis. Porque no caso de Olivença, Espanha assinou um tratado no qual se comprometia a devolver o que tinha roubado.

Em relação a Espanha, sim deve haver respeito, como tem havido da parte de Portugal. Contudo, a nossa história e tradição também nos mostram que uma excessiva familiaridade com Espanha tem nos sido sempre prejudicial.

Apelar às ONU? Isso implicaria reconhecer essa organização como legítima e superior a ambos os Estados. Por isso, não pode ser por aí.

Anónimo disse...

Olivença é,sempre foi e sempre será portuguesa!devolvam o que é nosso por direito!!!!!

HC disse...

Como pode comparar A questão de Gibraltar com a questão de Olivença? Gibraltar é da Grã-Bretanha devido a negócio comercial entre os dois países, com mútuo acordo, em que A Grã-Bretanha deu duas praças militares no norte de África em troca por Gibraltar. A Espanha perdeu essas praças (agora de Marrocos) e, "quer" a devolução de Gibraltar.
Nada de comparável com a situação de Olivença, invadida pelos franceses e espanhóis durante as invasões francesas...
Como pode a Espanha ser respeitada, se não respeita os tratados? Como pode pedir o respeito da constituição espanhola pela Catalunha?

Anónimo disse...

Só com outro D. Afonso Henriques é que Olivença será nossa para sempre!
Sobre o comentário para apelar à ONU, oferecesse-me perguntar o seguinte;
Porque razão se deram ouvidos à ONU, para darmos a independência às antigas Províncias Ultramarinas?

vitor silva disse...

Mas campo maior era espanhol e Portugal ficou com ele e sendo assim para devolver Olivença temos que devolver campo maior

Reaccionário disse...

Campo Maior era espanhol?! Mas temos agora aqui "portugueses" a defender aldrabices históricas?!

A 31 de Maio de 1297, foi assinado o Tratado de Alcanizes entre Portugal e Castela, no qual ficaram definidas as fronteiras entre os dois Reinos. Nesse tratado, tanto Campo Maior como Olivença eram Portuguesas.

O roubo de Olivença deu-se no século XIX. E a Espanha comprometeu-se a restituir o que roubou em Acta assinada.

Carlos Veiga disse...

A ignorância devia parar sobretaxa de IRS. Ajudava as finanças públicas e o obrigava a estudar os assuntos antes de opinar com base em aldrabices.

Anónimo disse...

Nem mais !

Anónimo disse...

A Portugal o que é de Portugal. Há muita coisa que é de Portugal, mas que não está com Portugal.