14/04/2013

Os judeus e as Invasões Mouras


Uma vez que o Parlamento "português" aprovou por unanimidade a atribuição de nacionalidade portuguesa aos descendentes de judeus sefarditas, nada melhor do que recordar a acção dos judeus durante as Invasões Mouras:

No ano de 711, a Espanha foi conquistada pelos muçulmanos e os judeus saudaram a sua vinda com júbilo. Eles regressaram a Espanha dos países para onde haviam fugido. Eles saíram ao encontro dos conquistadores, ajudando-os a tomar as cidades de Espanha.
Deborah Pessin in «The Jewish People».

Os barbarescos ajudaram o movimento Árabe a estender-se até Espanha, enquanto os judeus sustentavam o empreendimento ao mesmo tempo com homens e com dinheiro. Em 711, os barbarescos comandados por Tariq cruzaram o Estreito e ocuparam a Andaluzia. Os judeus convergiram com piquetes de tropas e guarnições para o distrito.
Josef Kastein in «History and Destiny of the Jews».

18 comentários:

Anónimo disse...

PORCO NAZI

Reaccionário disse...

Sou um "porco nazi" por citar dois historiadores judeus a respeito das Invasões Mouras?

Little Bird disse...

Reaccionário,

Interessante e útil lembrança. Infelizmente o anónimo desconhece o que diz e agiu apenas pelo impulso da emoção domesticada por outros. E se não for assim como digo, permita-me propor ao "anónimo" mostrar qual o mal que leu no seu artigo, e que, em caso de não achar mal algum, peça desculpas a si e aos leitores.

l.s.n. Senhor Jesus Cristo.

Reaccionário disse...

Caro Little Bird,

Não dou importância ao insulto do anónimo. As verdades são duras de se ouvir. Daí algumas reacções extemporâneas.

Um abraço e volte sempre!

Anónimo disse...

pois, dizer a verdade ja é ser nacional socialista versão mistificada pelos merdias koshers claro..é por causa desses fanaticos corrompidos pela alta cupula kosher que esse hemisferio morreu; ja nem neuronios pra pensar eles tem, apenas um automatismo em demonizar tudo o que não seja kosher e agir para ajudar o inimigo a destruir o que restou do hemisferio; nunca o capital humano do ex-oeste esteve tão no fundo do poço

José Ribeiro e Castro disse...

O principal responsável por esta alteração à lei da nacionalidade foi o democrata-cristão-novo José Ribeiro e Castro.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Boas tardes. Temos festa!?...

A lei não mudou meu caros. Porque a república não pode mudar NADA. Ela pode como ocupante, cooperar com Portugal caso queira não ferir Portugal.

Como católicos devemos suportar a republiqueta para bem dos nossos pecados e castigo de no passado recente nos temos relaxado.

Mas é obrigatório RESISTIR a todas as leis ou acções que vão contra Portugal (porque não são legítimas), e devemos operar o derrube da República sem causar injustiças ou pecado.

A república ocupa Portugal, esta lei que é contra Portugal não é de Portugal e é ilegítima.

Pelo poder que foi manifesto nas Cortes de Lamego, e visto que, nesta hora, o Rei não fala (porque não pode ou não quer), nem o Clero se levanta a corrigir e a ensinar, nem a Nobreza pega na espada empoeirada para defender o Reino, eu DECLARO como um qualquer do Povo rastejante invocando a Imaculada Cnceição:

VIVA DEUS, VIA O REI, VIVA O REINO.
MORTE À REPÚBLICA.

Reaccionário disse...

Anónimo,

Bem, se calhar o "ofendido" até é judeu. Daí a reacção tão violenta...



José Ribeiro e Castro,

Não me surpreende. O CDS-PP até já foi um partido aceitável dentro do espectro político português, mas hoje está totalmente dominado tanto pela judaico-maçonaria como pelo lobby gay.



Ascendens,

Assim reza a Acta das Cortes de Lamego: Qui non sunt de Mauris, et de infidelibus Iudaeis, sed Portugalêses. Portanto, por mais voltas que os nossos políticos dêem, nem Mouros, nem Judeus, são Portugueses.

Anónimo disse...

Bem, se calhar o "ofendido" até é judeu. Daí a reacção tão violenta...

só se for marranoide ou cripto-judeu ou daqueles que tem algum sangue sefardicta perdido e por isso acha cool ser putanga dos jews

Anónimo disse...

Não me surpreende. O CDS-PP até já foi um partido aceitável dentro do espectro político português, mas hoje está totalmente dominado tanto pela judaico-maçonaria como pelo lobby gay.

o lobby gay é mera trojanice tal como o feminismo para infiltrar agentes de degeneração autossomica sub-eurasiana e exogamia lixada

Anónimo disse...

Assim reza a Acta das Cortes de Lamego: Qui non sunt de Mauris, et de infidelibus Iudaeis, sed Portugalêses. Portanto, por mais voltas que os nossos políticos dêem, nem Mouros, nem Judeus, são Portugueses.

pois, e nem os ciganos..se infiltrar a mais tempo não significa que os atlas, a india ou a judeia sejam parte de portugal a serio..

Josephvs disse...

Os renegados valem mais Q por exemplo: (como nos lembra o combustoes...)Um malaio; um thai; um birmano católico???

Reaccionário disse...

Anónimo,

Presumo que seja brasileiro, mas para facilitar a comunicação pedia-lhe que fosse mais claro na escrita. Por exemplo:

1) Se possível escreva tudo num só comentário.
2) Evite o uso de termos ou expressões que são estranhas à Língua Portuguesa.
3) Sempre que tiver de fazer uma citação, escreva-a entre aspas ou em itálico.



Josephvs,

Nenhum judeu vale mais do que qualquer católico. Todo o judeu está automaticamente Condenado.

Thor disse...

só porcos sionistas e lacaios dos "eleitos" é que se incomodam com tópicos destes.

e se o "reaccionário" fosse nacional-socialista? qual era o problema disso?

e dizer as verdades sobre os judeus não é nazismo, já que até o Churchill disse verdades sobre os judeus. ou o Henry Ford, ou o Mussolini, ou o Lutero e tantos outros ainda na idade média ou mais tarde ainda, quando nem se sonhava ainda com NS ou Hitler.

se soubessem o que o Washington e outros disseram dos judeus, se calhar não vinham para aqui com esse reflexo condicionado kosher de chamar "nazi", como se isso fosse insulto.

a única coisa que eu não aprecio neste blogue é o catolicismo, de resto está muito bom e o dono está no caminho correcto.

Thor disse...

"Não me surpreende. O CDS-PP até já foi um partido aceitável dentro do espectro político português, mas hoje está totalmente dominado tanto pela judaico-maçonaria como pelo lobby gay.

o lobby gay é mera trojanice tal como o feminismo para infiltrar agentes de degeneração autossomica sub-eurasiana e exogamia lixada"



o CDS-PP sempre foi uma merda, nunca foi um partido aceitável. nos anos 70 até andava a lamber as fezes à esquerdalha.
eu conheço este brasileiro hehe é que ele usa e abusa da logorreia e de termos complicados que a maioria dos internautas não entende à primeira.

DIREITA disse...

como eram os originais mouros :
,Abderramão I, em árabe: عبد الرحمن‎, transliteração ʿAbd ar-Raḥman, (Damasco, março de 731 – Córdoba, 30 de setembro de 788) emir de Córdoba (756-788), fundador do emirado omíada de Córdoba e de uma dinastia muçulmana que governou grande parte da Ibéria durante quase três séculos. Os muçulmanos chamaram a região da Ibéria sob seu domínio de al-Andalus.[1]
.
Abderramão era neto de Hisham ibn Abd al-Malik, o décimo califa omíada. Era um príncipe e fora educado desde os primeiros anos para se tornar um califa. Mais especificamente, ele era filho de Mu'awiyah, filho de Hisham, neto de Abd al-Malik. Dizia-se que o jovem príncipe era alto e esbelto. Sua mãe pertencia ao povo berbere, da tribo de Nafza e dela[red] ele herdou o cabelo ruivo.[/red]
.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Abderram%C3
.
Na Antiguidade, os romanos denominavam [b]"mauri" (mauros) às populações que habitavam a região noroeste da África[/b], que por sua vez designavam de Mauritânia. Estas populações pertenciam a grupo étnico maior, o dos berberes.
.
.
e como sabemos os beberes originais (e desta mesma época )eram brancos e tinham cabelos ruivos!
.
povo guanche descendentes direto dos berberes!
Guanches
(...)
As características físicas dos guanches,[b] com a sua tez e olhos claros, cabelos por vezes loiros e elevada estatura,[/b] levaram alguns investigadores a atribuir-lhe uma origem germânica ou celta, ligando a sua presença às migrações dos...


http://pt.wikipedia.org/wiki/Guanches
.
MOUROS EM MOMENTOS DE LAZER
http://images.orkut.com/orkut/photos/PQAAAO_W2MaiObor9e-bgRqWo9ORHbugH9d2sBneVxKMT8gFTkAQhpdoG4EvFfGhj6qqA5QDZUnRVXr4__5pDfnQwOoAm1T1UEJlZqnYG7I8XRmyLnNd8tIFTwh8.jpg
.
http://images.orkut.com/orkut/photos/PQAAAKZfe6Eaigw3Iu1dBvaUdv1iilVPNohBiGRL3f2egKFGgpOUXgOhq8ruPpH0AQn630G6WCq5RcSgcVcvkv17me8Am1T1UMWfLMGsphdJQdOdhgqZ3I2jaSLB.jpg
.
http://images.orkut.com/orkut/photos/PQAAADRMZ3dhYXDF7ARdKJqHjA7h_WISL67cGqjDrQ7cVcx6Yn9mmi2KVKikmfaD7FM5Q2pDb-RvzyIU1nO4wemtIvkAm1T1UIOq8uLd1BHfDuV9AFXLPNo1nwaL.jpg


.
.
.
The Race Of The Moors


http://www.youtube.com/watch?v=zkQ8WUq8T4Y



http://mathildasanthropologyblog.wordpress.com/2009/01/03/the-faces-of-north-africa-from-rock-art-to-the-age-of-the-moors/

Anónimo disse...

Não me surpreende, já que os Muçulmanos permitiam ao povo ocupado gozar de uma certa liberdade religiosa (depois do pagamento da Jizya, o imposto aos infiéis, claro), para além de ofereçerem protecção militar. Os Judeus viam nos Muçulmanos uma esperança para se verem livres das perseguições por parte dos Cristãos - e com razão, pelos vistos, considerando o que sucedeu à expulsão dos Mouros da Península.
- Mandelbaum

Reaccionário disse...

Mandelbaum,

Pelo nome com que assina, suponho que seja judeu. Portanto está em defesa de causa própria.

Os mouros e os judeus não têm qualquer direito a viver em terras ibéricas. Se eles viveram cá até ao decreto de expulsão, viveram segundo a condição de pessoas toleradas. Caso os reis católicos quisessem expulsá-los, como veio a acontecer, estavam no seu pleno direito.
No entanto, importa rectificar que nenhum judeu ou muçulmano foi perseguido por ser judeu ou muçulmano. O Santo Oficio apenas vigiava a conduta dos cristãos. As pessoas que foram condenadas por judaísmo, foram-no por se terem falsamente convertido ao Catolicismo. Muitos judeus, por motivos de ascensão social, convertiam-se apenas exteriormente ao Catolicismo, mas permaneciam judeus privadamente. Foram esses que foram condenados. Já as outras confissões religiosas, eram toleradas e estavam restritas ao culto privado, nunca público. Por exemplo, a sinagoga de Lisboa não tem fachada para a rua por esse mesmo motivo. Não que os judeus não pudessem ser judeus, antes o seu culto era apenas privado. Estas eram as leis católicas do Reino de Portugal.

Essa história muito propagada de que os judeus e cristãos gozavam de amplas liberdades e protecção sob o domínio islâmico é falsa. Eis o que diz o Alcorão sobre os "povos do livro":

9:29 Faça guerra naqueles que receberam as Escrituras [judeus e cristãos] mas não acreditam em Alá nem no Último Dia. Eles não proíbem o que Alá e o seu mensageiro proíbem. Os cristãos e judeus não seguem a religião da verdade até que eles se submetam e paguem a taxa [jizya] e sejam humilhados.

Eis agora o que diz o Alcorão sobre os kafirs (infiéis, não-muçulmanos):

83:34 Naquele dia, o fiel irá ridicularizar os kafirs, enquanto eles sentam sobre os sofás nupciais e os observam. Não devem os kafirs terem retribuição por aquilo que eles fizeram?

47:4 Quando você encontrar os kafirs no campo de batalha, corte-lhes fora suas cabeças até que você tenha-os derrotado totalmente e então tome-os como prisioneiros e os amarre firmemente.

8:12 Então o seu Senhor falou para Seus anjos e disse, "Eu estarei convosco. Dêem força para os crentes. Eu irei enviar terror no coração dos kafirs, cortar fora as suas cabeças e até mesmo a ponta dos seus dedos!"

3:28 Crentes não devem ter os kafirs como amigos em preferência a outros crentes. Aqueles que fazem isso não terão nenhuma protecção de Alá e terão apenas eles mesmos como guardas. Alá te avisa para teme-Lo pois tudo retornará para Ele.

23:97 E diga: "Oh meu Senhor! Eu procuro refúgio em Você das sugestões dos malvados [kafirs]. E eu busco refúgio em Você, meu Senhor, da sua presença."

37:18 Diga-lhes: "Sim! Vocês [kafirs] serão desgraçados."

33:60 Eles [kafirs] serão amaldiçoados, e onde quer que eles forem encontrados, eles serão presos e mortos. Esta era a prática de Alá, a mesma prática com aqueles que vieram antes deles, e você não encontrará mudança no modo de Alá.