16/04/2016

Salazar e o sufrágio universal

 

Não creio no sufrágio universal, porque o voto individual não tem em conta a diferenciação humana. Não creio na igualdade, mas na hierarquia. Os homens, na minha opinião, devem ser iguais perante a lei, mas considero perigoso atribuir a todos os mesmos direitos políticos.

António de Oliveira Salazar, entrevista ao jornal «Le Figaro», Setembro de 1958.

2 comentários:

FireHead disse...

É por isso que neste mundo ainda existem países que são ditaduras (tudo de esquerda) e países com uma pseudo-democracia.

João Baptista disse...

Penso que a solução será a monarquia, mas não a constitucional. Salazar tinha razão.