30/05/2016

O embrutecimento artístico


Quando começamos a substituir os Salmos de David pelos conselhos de auto-ajuda, e os trágicos gregos e Dante por biografias de celebridades, já não conseguimos exigir muita coisa da inteligência. E com o consequente embotamento da sensibilidade, os nossos olhos e os nossos ouvidos perdem a antiga capacidade de captar imagens e sons que dantes faziam parte do registo poderoso de uma cultura da qual ficámos, em poucas décadas, completamente órfãos.

Ângelo Monteiro in «Arte ou Desastre».

4 comentários:

Anónimo disse...

Embrutecimento é geral ...
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2016/05/26/internas_viver,646906/garoto-deixa-oculos-em-chao-de-museu-e-objeto-e-confundido-com-obra-de.shtml

Arte ou hospício?
http://desatracado.blogspot.com.br/2015/11/arte-ou-hospicio.html

Cobalto

Jorge disse...

Poderia fazer o favor de colocar o ano do livro de onde retira as citações? Obrigado.

Reaccionário disse...

"Arte ou Desastre" é de 2011.

M. Maria disse...

A "arte" moderna é a arte da preguiça!