06/12/2016

Estado Novo não combina com República


Ser-se republicano [no Estado Novo] era quase tão despiciente como ser-se filiado nacional [?], só provocava chacota. E alguns sinceros e muitos respeitáveis republicanos de então, apoiantes do sistema, quando confessavam o seu republicanismo, confessavam-no brincalhonamente, para não escandalizar o possível monarquismo dos interlocutores. Dar um "viva a República" num comício do Estado Novo era tão extraordinário como dar um "viva o Comunismo".

Adaptado de entrevista de Riccardo Marchi a António José de Brito, Dezembro de 2009.

§

Nota: Este excerto foi transcrito a partir de áudio, daí que tenha surgido dúvidas a respeito da exactidão de uma determinada palavra.

Sem comentários: