04/07/2017

Rainha Santa Isabel


Filha de D. Pedro III de Aragão, Sta. Isabel de Portugal herdara o nome e as virtudes da sua tia-avó Sta. Isabel da Hungria. Casada com o rei D. Dinis de Portugal, a vida conjugal proporcionou-lhe uma série de provas que suportou com heroísmo. Por mais de uma vez se empenhou em reconciliar seus filhos com o pai. Tendo enviuvado, tomou o hábito da ordem terceira de S. Francisco, e revelou inexcedível caridade para com os pobres. Morreu a 4 de Julho de 1336; o seu corpo conserva-se incorrupto no Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, em Coimbra.

Adaptado de «Missal Romano Quotidiano», 1963.

6 comentários:

Eva disse...

Eu estou sempre a ouvir que o corpo de Sta. Isabel está em Coimbra, mas quando lá fui para o venerar disseram-me que o que lá está a ser venerado é o caixão onde ela costumava estar; que agora o seu corpo está num convento em Lisboa, longe do olhar das multidões...???

Reaccionário disse...

Desconheço essa história do Convento em Lisboa. Pelo que pude investigar, a Rainha Santa está mesmo sepultada no Convento de Santa Clara, em Coimbra. Eis uma foto do altar-mor com o túmulo:

http://familiacrista.paulus.pt/images/1/editor/images/Igreja/rainha_santa_isabel_retabulo.jpg

Jorge disse...

Desculpem ser assim.
Para assinar e divulgar:

http://citizengo.org/pt-pt/lf/71811-peticao-para-salvar-charlie-gard-o-bebe-10-meses-condenado-morte

Anónimo disse...

A Rainha Santa Isabel está sepultada no Convento de Santa Clara, em Coimbra. O seu corpo está incorrupto. Em certos anos, com autorização do Bispo, é destapada a sua mão para que todos a possam ver. Se a memória não me trai foi em em 2012 que tive oportunidade de a ir ver. O ano passado foi destapada a mão , pelas comemorações dos 500 anos da sua beatificação.Agora só em 2025, aquando das comemorações dos 400 anos da sua canonização será novamente destapada a mão.

João Miguel

Reaccionário disse...

Muito obrigado, João Miguel, pelo seu oportuno esclarecimento.

Eva disse...

Foi esse o túmulo que eu vi, mas disseram-me que era onde o corpo costumava estar. Não vou insistir, mas fiquei desiludida na altura.